As principais fraudes do e-Commerce

Renata Rodrigues
Da KasterWeb

Atualizado em 05/08/2015 às 13h48

capafraudeAs principais fraudes do e-Commerce

A cultura do consumidor brasileiro já vem mudando há alguns anos e, agora comprar online virou rotina, pois nós temos mais praticidade na hora de comparar os preços, comprar sem sair de casa e conseguir condições de pagamento e entrega de produtos bem melhores. Uma forma segura e fácil de fazer compras não é mesmo?

Mas, nem sempre é isso que acontece. Infelizmente há relatos dos consumidores de clonagem de cartões, fornecimento de dados pessoais, sem contar as lojas fraudulentas, que não cumprem prazos e às vezes nem entregam os produtos, em fim, fraudes.

Quando falamos do empresário o caso dele pode ser mais crítico, pois seu negócio corre o risco de ser copiado por fraudadores, gerando dor de cabeça tanto para o lojista, como para o consumidor. Mas não se preocupe! É possível você escapar dessa situação, só é preciso  informar-se e tomar alguns cuidados sobre o site em que está comprando e assim fazer ótimos negócios.

Saiba agora as principais razões pelas quais vender e comprar online pode dar em ‘abacaxi’, ou seja, fraudes!

 

Lojas mal intencionadas

Esse problema afeta direto o consumidor, pois quando ele faz a compra é liberado dados financeiros e pessoais, logo o cliente espera que o pedido chegue de fato. Mas, a data do prazo ultrapassa e muitas vezes nunca vem ou chega com especificações diferentes do combinado. Nesse caso é recomendado que você negocie direto com a loja. Se não conseguir nenhuma solução, será preciso acionar o PROCON.

Em meio a essa situação, o comprador que sai perdendo. Por isso é necessário se atentar e desconfiar de ofertas muito baixas, com preços fora do mercado, mesmo sendo pela internet não justifica um custo tão baixo por determinado produto.

imagem

Você mesmo pode analisar se a loja realmente é confiança ou fraude, com os seguintes critérios:

  1. Pesquise o CNPJ da loja;
  1. Use o ‘Reclame Aqui’, uma rede de reclamações que prestam serviços aos problemas dos consumidores em relação às empresas;
  1. Busque informações da loja em redes sociais, pergunte aos seus amigos se já compraram naquele site, etc;
  1. Faça uma busca rápida na internet sobre o e-Commerce que você deseja comprar;

Phishing

phishing-attacks

O phishing é um termo usado no mundo virtual, que é uma técnica utilizada por fraudadores para falsificar sites de confiança, assim quando os usuários entram e cadastram seus dados, como senhas, número do cartão de crédito, etc, nesses falsos sites, “pescam’’ as informações. Normalmente eles falsificam sites de bancos e lojas virtuais onde é mais óbvio as pessoas inserirem informações financeiras, como também pode acontecer em outros segmentos.

Isso é um assunto sério! Pois é com os seus dados que os fraudadores fazem compras indevidas em outros sites e até usam para inúmeras finalidades. Aí o golpe já foi dado, a conta alta chega junto com o prejuízo. Por isso é recomendado na hora da compra escolher lojas sérias, profissionais e que tenham sistemas de segurança que bloqueiam qualquer tipo de hackers, golpes em códigos, entre outras formas.

Clonagem de Cartões

Na hora da compra online muitos consumidores temem que seus cartões sejam clonados, portanto, depois de pagar a fatura do cartão é interessante checar os seus gastos e se atentar a qualquer irregularidade.  Por exemplo, se foi constatado que houve fraude, o banco é responsável por fazer a devolução do dinheiro. Já com os empresários o caso é mais crítico, porque realizaram a compra com  o cartão clonado e ele é responsável pela mercadoria, além de arcar com o prejuízo.

cartao

Temos algumas dicas importantes para que você não caia neste golpe. Fique atento!

  • Na hora de realizar o pagamento digite apenas o número do cartão, número de verificação, o nome do titular e a validade. Lojas sérias solicitam somente esses números, então jamais digite sua senha na internet.
  • Utilize conexões seguras! Você pode verificar isso através de um cadeado que fica no navegador, caso não esteja, desconfie. Outro cuidado é quando for acessar seu banco ou fazer compras de uma lan house ou por um sinal aberto de wi-fi, são lugares que aumentam seus riscos.
  • Dê preferência à lojas qualificadas e conhecidas no mercado, pois elas apresentam um melhor sistema de segurança contra estes golpes.
  • Quando receber um e-mail pedindo senhas e/ou dados pessoais e financeiros, não acredite, pois nenhum banco de credibilidade pede estas informações por e-mail.

Charge Back

É um dos vilões do e-commerce, pois está relacionado direto a fraudes desse segmento, tanto para quem vende através de cartões ou através das operadoras, como por exemplo com a cielo e rede card que são as maiores.  No e-commerce existe um número significativo em fraudes, em que você está sujeito a levar um ‘chage back’ e, consequentemente dá um impacto financeiro no seu negócio. Com isso, você deixa de receber o seu dinheiro, além de refletir na questão administrativa, financeira e fiscal da sua empresa.

 De forma geral, acontece da seguinte forma: Quando ocorre alguma venda, a operadora no primeiro momento reconhece essa venda e autoriza ela pra você. O lojista embala, emite a nota fiscal e manda para o seu cliente. Depois de uns 20 dias, você recebe uma cartinha da operadora dizendo que aquela venda foi reconhecida como uma fraude e eles estão estornando o dinheiro daquela venda da sua conta.

Dá um susto nessa hora não é mesmo?! Por esse motivo, se atente para as formas mais seguras de fazer compras online, pois o crescimento do seu e-commerce depende do uso desse sistema.

chargeback_fraud_credit

Ainda tem dúvidas? Comente. Entre em contato conosco! 


Deixe uma resposta