Como foi o comportamento do consumidor na internet em 2018

Tags: , , , , ,

2018 foi um ano intenso para o e-Commerce nacional que, como muitos especialistas já previam, seria mais um ano de crescimento. E na intensidade de lucros gerados por quem se adiantou e colocou sua empresa na internet, os protagonistas, como sempre, foram os consumidores. Você sabe como foi o comportamento do consumidor em 2018?

Duas instituições de credibilidade em dados de e-Commerce, a ABComm e a Ebit, apesar de variarem nas estimativas de alta do mercado digital, ambas previam um aumento em 2018 em relação aos anos anteriores. A ABComm previa um crescimento de 15% (em relação a 2017) quanto que a Ebit foi mais conservadora, apostando em um crescimento de 12%. Somente no primeiro semestre do ano de 2018 o mercado virtual já havia garantido nada menos que 23,6 bilhões de reais.

Porém, para já nos prepararmos para o crescimento nos próximos anos, é bom você já ir se antenando nas novas tecnologia que estão para chegar, ou que já fazem parte do dia a dia, porém ainda estão amadurecendo. Confira com a gente como o consumidor se comportou em 2018:

Como foi o comportamento do consumidor na internet em 2018

Pois é, o primeiro semestre gerou nada menos que R$23,6 bilhões de faturamento contabilizando 39,55% no volume de vendas durante o ano, sendo que o segundo semestre correspondeu por 60,45%. Confira na imagem o volume de vendas por estado:

dados da social miner

O volume de vendas também foi separado por categorias. Em primeiro lugar aparece beleza e saúde, seguido de moda e informática. Confira com mais detalhes o que o consumidor tem comprado na internet:

  • Beleza e saúde: 35,78%
  • Moda: 17,89%
  • Informática: 14,35%
  • Multicategorias: 9,12%
  • Bebidas: 6,38%
  • Livraria: 4,39%
  • Eletrodomésticos: 4,02%
  • Hotéis e viagens: 3,26%
  • Bebês: 2,79%
  • Móveis: 1,22%
  • Eletrônicos: 0,75%
  • Outros: 0,05%

Confira como foi a atuação (por gênero) por categoria na tabela abaixo.

dados da social miner

Como podemos ver no gráfico acima, tanto homens quanto mulheres compraram produtos online em livrarias, hotéis e viagens e eletrodomésticos. Já quando se trata de informática e bebidas, quem consome mais são os homens; e quando se trata das mulheres, o setor de moda e bebês predominam.

Outro fator interessante são os canais de atendimento. O E-mail ainda domina o mercado, no entanto tem decaído muito comparado ao seus concorrentes. É comum as lojas virtuais terem um chat de atendimento. Este canal de atendimento aumentou 20,2%, quanto que o E-mail decaiu 17,3%. Telefone e chatbots também tiveram aumento significativo, quanto que as redes sociais, mais em específico o Facebook, apresentou queda. Confira o gráfico abaixo:

Dados neoassist

A Black Friday foi a data em que os e-Commerces mais obtiveram acessos segundo dados da social miner, no entanto houveram investimentos em marketing nas semanas anteriores à data comemorativa, o que ajudou no bom desempenho.

Como podemos ver, não adianta somente estar na internet, também se deve fazer um bom marketing e estar sempre atento as mudanças do mercado! A sua empresa está preparada para atender os consumidores em 2019?



Autor: Vinicius Tarouco
Redator e Analista SEO, tem como objetivo em seus artigos ajudar você a tornar sua loja virtual mais prática e eficiente! Jornalista aficionado por tecnologia, livros e jogos eletrônicos.

Deixe uma resposta